Ser vulnerável pode lhe tornar imbatível. Oi? Tem gente que acha o máximo sentir o mínimo. Intocáveis. Petrificam as emoções restando frios, distantes, solitários, arrogantes, inalcançáveis e incapazes de experimentar seu coração de carne irrigado por sangue e lágrimas.

Atenção: se seu berço foi gelado não congele seu colo. Se a vida judiou sua pele, faça das suas costas grossas um desafio para provar pro mundo que os brutos também amam. É possível! Só precisa baixar a guarda deixando Deus guardá-lo em Seus braços.

Se Cristo amoleceu o coração de pescadores, coletores de impostos, filhos de trovoadas, gente dura forjada numa nação subjugada, não vai hidratar seu deserto árido também? Homem não perde sua masculinidade por ser mais sensível, amoroso e atencioso. Pelo contrário, torna-se mais HOMEM do que nunca! (Certo, mulheres?) E mulher só tem a ganhar quando valoriza isso no seu parceiro. (Certo, homens?)

Se o Filho de Deus chorou em público, quem ousa dizer que só de granito se fazem os líderes? Tenha vergonha de ser insensível, e mude já! Efésios 4:19 é incrível: antes da apostasia depravada o que o ser humano perde? Sensibilidade. Atenção: um coração em pedregulhos gera uma alma seca. Vira deserto sem fim. E quando nos revestimos de onipotência usurpada fechamos os ouvidos para os sussurros do Espírito.

O recado de hoje vai para os casais que PRECISAM obrigatoriamente conversar sobre a humildade que nos faz humanidade. Na capacidade de sentir e se emocionar brota o fruto da cumplicidade. Isso é inestimável!

Portanto, “vulnerabilizem-se”! Forcem se destrancar! Mostrar a carne tonifica a musculatura da relação. Um verá o outro de pele antes do osso, e ambos terão um Porto Seguro ancorados em Deus. Bom demais pra ser verdade? Prometo: é possível.

Quem vai puxar a fila?

Autor: Odailson Fonseca

COMPARTILHAR

COMENTÁRIOS