Quem não controla suas emoções, torna-se escravo delasAutor do título Raphael Godoy

Você julga ser impossível controlar o que sente. E eu estou aqui para te dizer: Não deixe que isso domine você.

Pela carência, pelo medo, pela angustia somos levados a tomar cada vez mais decisões erradas. E no fim, fica o arrependimento. A dor de não ter esperado, de não ter tido paciência e de se deixar levar pelas emoções.

A primeira coisa que você precisa entender é que: Negar o que sente não ajuda em nada no processo. É preciso aceitar que “estamos carentes” ou “estamos com medo” e que nesse momento podemos acabar caindo na armadilha de aceitar pouco. Muito pouco.

Corremos o risco de atropelar os planos de Deus e, baseados em nossas emoções, fazermos escolhas que futuramente iremos nos arrepender.

Aceite o que você sente, reconheça as suas necessidades e entregue a Deus pedindo a Ele que te ajude a ter mais sabedoria. A ter domínio próprio que por sinal é um dos frutos do espirito.

Cuidado, a necessidade de ter alguém pode te levar a viver um plano que nada tem a ver com o que Deus deseja para a sua vida. Pode te levar a aceitar pouco e a sofrer muito com todas essas ausências.

Existem valores que são inegociáveis. Propósito não se discute, nem se negocia. Cuidado para que o medo de “ficar solteiro(a)” não leve você a deixar que alguém entre em sua vida e faça você rever sobre o que você acredita.

Convide Deus para participar da construção da sua história. Ele quer ser o autor dos seus projetos, dos seus sonhos e da sua família. Também quer te ajudar a escolher com sabedoria. Ele pode preencher todo e qualquer vazio. Ele te ajuda quando ninguém mais está contigo e você se sente sozinho(a).

Photo by Kinga Cichewicz on Unsplash

RECOMENDAMOS







Psicóloga, 25, é aquela que escuta mil vezes a mesma música e tem a risada escandalosa. Não dispensa um sorvete e adora um pastel de feira com muito catupiry, mesmo sendo intolerante a lactose. Encontra paz na oração e vê amor nos pequenos detalhes.