A vida começa no momento em que entendemos que: o controle de absolutamente todas as coisas está nas mãos de Deus e nunca esteve nas nossas.

Não temos todas as respostas. E na verdade, com o tempo, descobrimos que não temos nem as respostas que jurávamos saber. Mal sabemos a pergunta. Talvez você morra sem saber porque aquela situação que tento de doeu, ou dói, aconteceu justo com você.
Ou talvez você nunca entenda porque a pessoa que te feriu está aparentemente feliz enquanto você ainda chora todas as noites. Talvez você nunca veja a pessoa que te feriu colhendo o que ela plantou.

Uma vez, conversando com uma amiga, ela disse algo que mudou minha perspectiva de vida, literalmente. Ela disse “eu desisti de orar pedindo para Deus fazer justiça quando entendi que a justiça Dele será feita, e eu não vou ver isso acontecendo. Deus nunca alimentaria e realizaria um desejo mau do meu coração.”

O que eu quero dizer é que: você não tem controle sobre as escolhas do outro, nem sobre a saúde física e emocional do outro. Você não pode decidir por ninguém que não seja você mesma. Você não pode decidir se vai ficar na vida de alguém para sempre ou não, você não pode escolher nunca ser abandonada, ou nunca ser traída e decepcionada. A única coisa que você pode decidir é: o que vai fazer com a sua ferida? Permitir que Deus cure você, e depois disso outras vidas sejam mudadas através da sua, ou vai sangrar em cima de quem nunca ousou te ferir?

Deus não vai agir no seu tempo. Ele não vai fazer do seu jeito. Ele não vai fazer algo só porque você quer, sem propósito nenhum. Deus não cria filhos mimados e birrentos. Não adianta fazer biquinho para Ele e deixar de adorá-lo só porque as coisas não estão como você quer. Ore para que Ele mude você!

Deus é Pai, Ele cuida, Ele guarda, Ele ama, Ele acolhe e é preciso estar muito próximo Dele para confiar o que mais amamos em Suas mãos e acreditar que Ele fará tudo da melhor forma.

Sua necessidade de controle o tempo todo só anula seu discurso sobre “confiar em Deus”. O quanto você, verdadeiramente, tem entregado o controle à Ele? Ore até que seu coração se curve diante da vontade de Deus!

COMPARTILHAR

COMENTÁRIOS




Bruna Gabriela
Por fora, 22 anos, por dentro, uma eterna criança. Teimosa, chata, peculiar e mimada. Moro em uma cidade do interior de São Paulo chamada Ribeirão Preto, mas na verdade só estou aqui de passagem, pois pertenço, inegociavelmente, ao céu. Vivo olhando para o alto com cara de apaixonada como quem olha com admiração para um retrato de casa. Acredito, sobretudo, no amor, em especial, no amor de um Deus, soberano e majestoso que, mesmo sem eu merecer, me chama de Filha.