Depois de tudo. De tanta coisa. Você tem medo de ser feliz? Ué, como assim?

Pode ser que você tenha terminado um relacionamento, que jurava que ia dar certo. Pode ser que você tenha vivido um relacionamento muito conturbado e esteja ferido demais com tudo isso. E aí eu te pergunto: depois de tanta coisa, você se permite ser feliz? Eu sei que às vezes você deve se questionar “Por que eu deixei chegar a esse ponto? Se eu tivesse terminado ali, ou se eu tivesse abandonado naquele momento, talvez não estaria sofrendo tanto”.

E então eu te digo: Você fez tudo o que dava para ser feito. Você tentou salvar o relacionamento tantas vezes, que até esqueceu de si mesma. Eu sei que dói pensar que poderíamos ter evitado, mas a verdade é que agora, você pode fazer isso. Então, pare de olhar para o que já foi e se culpar por não ter dado um basta antes. Enquanto você olhar para o passado não vai conseguir enxergar as possibilidades do que pode ser, daqui para frente.

E então, você pode achar que nunca mais vai ser amada. Ou amar. Você tem medo de sentir a felicidade porque qualquer esperança, parece brotar o medo de que a tempestade virá logo em seguida. E então, quando as coisas começam a dar certo a gente sente medo. Não consegue aproveitar a felicidade, mesmo que ela seja um instante, um momento. E então preferimos ficar e morar na tristeza, na falta de esperança e achar que as coisas não vão dar certo. Talvez seja melhor assim. Mas não é. Você merece ser feliz.

Não deixe que algo que aconteceu na sua vida resuma sua história. Não pense que as coisas vão acontecer da mesma forma. Olhe para si mesmo (a), pare de olhar para o que já foi e não tem jeito. Veja o quanto você pode construir novas histórias daqui para frente e o quanto você merece ser feliz. Não tenha medo da felicidade, ela não vai roubar nada de você.

Photo by Toa Heftiba on Unsplash

COMPARTILHAR

COMENTÁRIOS




Thamilly Rozendo
Psicóloga, 25, é aquela que escuta mil vezes a mesma música e tem a risada escandalosa. Não dispensa um sorvete e adora um pastel de feira com muito catupiry, mesmo sendo intolerante a lactose. Encontra paz na oração e vê amor nos pequenos detalhes.