Me permita dizer que eu não imaginava chegar até aqui com você. Conseguimos construir uma história que eu jamais pensei que iríamos construir. Você me protegeu dos meus medos, e eu te enchi de coragem para viver seus sonhos. Enquanto as folhas caíam nas tardes nebulosas de outono, nós orávamos um pelo outro. As tardes de outono invadiram as manhãs de inverno, as noites de primavera e as madrugadas de verão. O tempo foi passando e nós nem notávamos. Cada dia era uma descoberta, uma aventura, um passeio em nosso próprio mundo.

Certos dias nós éramos os chefs gastronômicos que quase botavam fogo na cozinha dos pais ao tentar preparar um lanche, em outros nós éramos os renomados chefs de cozinha que saíam a procura da melhor comida do mundo por menos de quinze reais. Alguns dias éramos o casal mais arrumado da região, em outros a gente preferia vestir uma calça de moletom velha e uma camiseta surrada para ir ao mercado. Tivemos também aqueles dias em que passávamos a tarde jogando vídeo game, enquanto em outros preferíamos ler durante horas. Alguns dias a gente resolvia discutir a relação e brigar por uns dez minutos, enquanto em outros a gente se chamava pelos apelidos mais fofos e bregas que existiam.

Mas também tivemos nossos dias turbulentos. Os dias em que eu me perdi e acabei caindo em um poço escuro. Mas você me ofereceu sua mão, e o seu abraço me acolheu. Tivemos também os dias em que você se encolheu em si mesmo, mas eu cuidei de você e prometi te cuidar pra sempre.

Me alegro ao perceber onde estamos e que o caminho que temos a percorrer é longo. Mas me alegro ainda mais ao saber que durante todo o percurso eu terei você. Cola teu passo no meu, que eu colo meu passo no teu. Não importa em qual estação do ano ou de trem. Só continua pertinho de mim, e no final, vai ficar tudo bem.

 

Autora: Ana Paula Garcia.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS