Leia esses relatos reais sobre envelhecer:

“Sempre senti que poderia fazer mais ou que deveria fazer melhor. Olho em volta e parece que estou perdendo a corrida para onde quer que devesse ir e que, de alguma maneira, estou sempre fracassando. Parece loucura, mas às vezes já me sinto velha.”

– Sienna, 23 anos

 “Acho que o mais difícil é sentir que a vida deveria ter sido melhor – deveria estar mais organizada agora. Olho em volta e parece que todo mundo tem tudo mais encaminhado do que eu… É uma sensação estranha – ser jovem, teoricamente, mas ainda sentir como se você estivesse correndo contra o tempo.”

– Megan, 28 anos

Se você se sente assim pode estar passando pela “crise dos 25 anos”. É um sentimento de frustração, insegurança e solidão. Você se sente travado em relação a carreira profissional ou a um relacionamento. A crise dos 25 anos acorre, geralmente, com jovens entre os 25 a 35 anos, logo após a formatura da faculdade ou a saída da casa dos pais, quando se está entrando no mundo real.

Estar na fase dos 20 e poucos anos é ao mesmo tempo incrível e desafiador. Você está iniciando a vida adulta, construindo a sua própria história. Mesmo que tudo isso seja excitante e libertador, também traz muitas incertezas e medo em relação ao seu futuro.

E pra complicar mais um pouquinho, nossa geração vive a pressão pelo alto desempenho. Somos bombardeadas por histórias de mulheres que alcançaram o sucesso antes dos 30, como a lista da Revista Forbes dos 30 jovens mais ricos abaixo dos 30 anos.

Então, entramos num dilema: parece que devemos aproveitar a melhor fase de nossas vidas, mas também temos a impressão que precisamos batalhar muito para alcançar o sucesso. Afinal, quando abrimos o Instagram parece que todo mundo, menos nós, está vivendo uma vida perfeita e conquistando coisas incríveis. Olha a Kyle Jenner, por exemplo: com 18 anos já tinha sua marca de maquiagem bilionária, casa própria (mansões), carros na garagem, marido e filho.

E agora: Como passar ilesa por essa fase?
  1. Elimine a comparação de sua vida

Pode não parecer, mas as pessoas da sua idade estão passando pelos mesmos desafios e conflitos que você. Se concentre na sua própria vida e naquilo que é importante para você.

Talvez neste momento, você não consiga comprar uma casa com a mesma idade que seus pais compraram no passado, nem arranjar um emprego ou o homem dos sonhos como fez sua melhor amiga. Mas isso não importa, não estamos numa corrida e a vida não é um checklist a ser preenchido em tempo recorde.

  1. Pratique o autocuidado

A tentação de trabalhar horas a fio para provar que pode conquistar o mundo pode ser irresistível. Mas lembre que sucesso não é apenas ter muito dinheiro. Sucesso é ter saúde física e mental e estar sempre no centro da vontade de Deus.

Nossa geração vive cada vez mais cedo a Síndrome de Burnnet. Então, cuide de sua saúde, aproveite o final de semana livre, descanse sem culpa. Tire um tempo de qualidade com as amigas e família. Faça coisas que gosta como ler um livro ou assistir um filme. Mantenha uma vida devocional com Deus para se fortalecer espiritualmente.

  1. Seja grato ao que você já tem

Quando você pensar que está atrasada em algo, relembre de todas as coisas que já conquistou até aqui. Sejam elas pequenas ou grandes. Seja grato por tudo o que você já possui. Valorize cada pequeno começo. Porque é dando pequenos passos que chegamos a lugares maiores.

Construir a vida leva tempo, lembre-se disso. Viva o presente da melhor forma, aproveite a bênção de estar viva a cada dia. Teu futuro está na mão do Senhor do tempo!

 

(Acompanhe o namorei: Instagram)

COMPARTILHAR

COMENTÁRIOS




Cássia de Oliveira
Jornalista anunciando boas novas, cristã com senso crítico até dizer chega, devoradora de livros, fã de Jane Austen e defensora dos direitos das mulheres.