Quando noivei a primeira coisa que me veio à mente foi: Festa ou viagem? Pesquisei por muito tempo, conversei com amigos que já haviam casado para poder tomar essa decisão. Então decidi escrever sobre isso, porque percebo que essa também é uma dúvida de muitos casais.

  • “Festa gasta muito e é para os outros”: Mentira! Eu fiz festa e posso dizer que a melhor sensação do mundo é ver tantas pessoas que você ama e quer bem, ali, partilhando desse dia com você. Entretanto, vocês precisam pesar o que é prioridade e se desejam viver este momento. Caso realmente queiram, a dica é: economizem, façam do seu jeito, mas façam. Um casamento para ser lindo não precisa de muito, precisa de amor e dedicação. Eu e o meu noivo tínhamos um orçamento pequeno, então optamos por casar de dia, não tive o tal “dia da noiva” e fizemos boa parte das coisas do casamento. E posso dizer que valeu a pena cada segundo. É uma emoção indescritível.
  • “Viajar você tem a vida toda para isso”: Sim é verdade. Mas o que vocês devem pesar é: Ambos querem viajar e não fazer festa? No meu caso, eu queria muito viajar ao invés de festa, mas meu noivo queria muito viver esse momento. São momentos que não voltam, isso é verdade. Mas, isso também precisa ser um sonho, um desejo, uma vontade do casal. Alguns casais não tem perfil de festa, organização de casamento e preferem mil vezes pegar o dinheiro e viajar. Se é isto que irá fazer vocês felizes, viagem. No meu caso eu entendi que a minha vontade (viajar) poderia ser feita em outro momento, já a dele (casamento) não. Então, eu priorizei o sonho dele e vivi este desejo junto com ele. Não fiquei resmungando, mas me dediquei e depois de um tempo a festa passou a ser o meu sonho também. Por isso: Conversem a respeito.
  • “Para casar precisa de muito dinheiro”: Mentira! Existem várias formas de vocês viverem este dia lindo. Podem diminuir a quantidade de convidados, limitar só para a família e os mais próximos, podem fazer um almoço em um restaurante, podem comemorar de forma simples, sem deixar de vivenciar a emoção de um casamento. Aconselho vocês a conversarem e anotarem o quanto podem e pretendem gastar. Pesquisem viagens em sites como a Decolar, Hotel Urbano, por exemplo, que sempre aparecem promoções de viagens, o que pode facilitar na tomada de decisões. Eu mesma, viajei pela Decolar. Até então, não iria ter lua de mel, até que vi uma promoção maravilhosa para o Nordeste e comprei. Então, depois de fazer os cálculos, planejarem e conversarem sobre as expectativas e desejos um do outro pensem na melhor alternativa. Pesem aquilo que irá fazer vocês felizes.
  • Cuidado com os “palpites” vestidos de bons conselhos: Muitas pessoas vão tentar “ajudar” dando diversos conselhos. Quando comentava que não queria festa, era bombardeada de pessoas dizendo que eu iria me arrepender. Confesso que viver aquele momento, desde a preparação do cabelo até a despedida dos meus amigos e familiares dizendo que vivemos um dia lindo, foi incrível. Entretanto, é preciso pensar que cada um vive e sente as emoções de formas diferentes. Talvez o que irá fazer o seu coração pular de alegria é conhecer tal País, juntamente com o seu futuro (a) esposo (a). Então, novamente eu repito: Pensem em vocês.

Por fim, o que gostaria de deixar aqui como mensagem é: Não façam um casamento que não cabe no orçamento, só por status. Este é um momento lindo na vida do casal e precisa ser marcado por algo que seja um sonho, seja ele casar na praia, na fazenda, na igreja, ao ar livre ou simplesmente usar toda a grana para viajar. Conversem. Escutem um ao outro. Priorizem a história e os sonhos de vocês. Planejem. Se organizem, porque independente de ter festa ou não, tudo precisa de um bom planejamento para que vocês aproveitem ao máximo essa decisão, seja ela qual for. E por fim entendam: Quem os ama e querem bem vocês não vão ficar chateados se vocês não derem uma festa, se não tiver um Dj ou qualquer coisa do tipo. Essa é a hora ideal para pensar em vocês dois, se coloquem em primeiro lugar e desfrutem com alegria da decisão de vocês.

Imagem:  Gustavo Franco Fotografia.

@gustavofrancofotografia

 

 

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




Thamilly Rozendo
Estudante de psicologia, 22, é aquela que escuta mil vezes a mesma música e tem a risada escandalosa. Não dispensa um sorvete e adora um pastel de feira com muito catupiry, mesmo sendo intolerante a lactose. Encontra paz na oração e vê amor nos pequenos detalhes.