Ela fecha os olhos e se imagina caminhando de mãos dadas com Deus em um lugar desconhecido, mas tranquilo e bonito, sorrindo e até mesmo chorando se necessário, conversando sobre tudo. Se vê como uma filha caminhando ao lado do Pai, se sentindo segura e amada, com a certeza de que não existe lugar melhor para se estar.

Apesar de já saber de todas as coisas, Ele pergunta a ela como está o seu coração. Ela respira fundo, olha para baixo, e observando a grama verdinha debaixo dos seus pés conta cada detalhe por detalhe de como tem se sentido. Também não se sente à vontade o suficiente para contar a qualquer pessoa o que tem sentido, até mesmo a amigos mais próximos, mas com Ele sabe que não precisa fingir que está tudo bem.

Ela se encolhe nos braços de Deus como uma criança se aconchega nos braços do pai e diz baixinho que apesar de demonstrar ser uma mulher forte, no fundo, tem se sentido perdida. Não quer fazer escolhas precipitadas e se ferir com coisas pequenas, mas, às vezes, não sabe o que fazer ou pensar. Para evitar danos, prefere continuar onde está.

Com atenção Ele a ouve e a acolhe, mas também a corrige se necessário, porque é exatamente isso que o amor faz. Apesar de se perder nas próprias palavras e não saber o que dizer, ela respira fundo novamente, sabe que Deus entende cada detalhe do que está sentindo, entende até mesmo o seu silêncio.

Ela encontra em Deus tudo o que precisa. Somente Ele conhece o mais profundo do seu coração. Sabe que é amada por Ele, sabe que é dependente Dele. E não importa quantos planos faça, Ele é quem dirige os seus passos. Ela entregou a sua vida a Ele e sabe que essa foi sua melhor escolha.

Texto de: Laureane Antunes

Photo by Chermiti Mohamed on Unsplash

 

RECOMENDAMOS