Uma das mais frequentes perguntas que eu recebo em minhas redes sociais é sobre disciplina espiritual e de longe é uma das que eu mais amo refletir sobre, afinal, há algo melhor do que ir mais fundo no Amado de nossas almas? Bom, só sei que eu não acredito que Jesus tenha vindo para Terra, morrido e ressuscitado para que O tivéssemos aos finais de semana; eu conheço, tenho provado de Sua plenitude diariamente em meu lugar secreto ((aquele que Jesus menciona em Mateus 6)) e sei que há mais para quem O procura, além de que Ele é digno disso.

Diversas vezes em Sua Palavra podemos encontrar a necessidade que possuímos – como Seus filhos, aqueles que foram criados com um desejo e anseio incessante pela Eternidade – de ler Sua Palavra e meditar nela dia e noite.

Basta reparar bem nas histórias do Antigo Testamento e perceber que se o povo não cultiva uma rotina de lembrar os Seus feitos, eles se desviam e procuravam um novo foco de devoção… Nós precisamos alimentar nosso espírito com Sua Palavra, agarrar aquilo que nos traz Esperança e testemunhar a Sua bondade e caráter para nós mesmos, somente assim continuaremos andando segundo Sua vontade e propósito.

Afinal, como diremos “faça de novo” se nem sequer sabemos o que Ele fez? Como iremos pregar as Boas Novas por onde andamos se nem a conhecemos de fato?

“Não deixe de falar as palavras deste Livro da Lei e de meditar nelas de dia e de noite, para que você cumpra fielmente tudo o que nele está escrito. Só então os seus caminhos pros­perarão e você será bem-sucedido.” Josué 1:8

Além da Sua Palavra, também possuímos a necessidade de ter uma vida de oração – esse assunto daria inúmeros outros textos de tanto que há para explorar – para que nossas mentes e corações se mantenham alinhados com Ele, além de termos a responsabilidade de nos colocar à frente de batalhas que precisam ser regada de oração, crendo que podemos trazer a realidade do Céu para a Terra – cura, libertação, paz, provisão…

Eu aprendi muito sobre isso em meu DTS (YWAM – um curso missionário de 6 meses), todos os dias tínhamos “prayer set”, passávamos horas orando e declarando sobre as nações que estávamos sendo enviados, assim ganhamos o coração Dele por aqueles povos e ouvimos os Seus planos para aquele lugar, TUDO o que ouvimos sobre o tempo em que estaríamos nessas nações específicas aconteceu… e isso apenas porque nós nos colocamos nessa posição de alinhar-nos com o que Ele pensa através da oração e dizendo “sim e amém” para o que estávamos ouvindo ((só um pequeno exemplo, afinal, cada passo e decisão nossa deve ser alinhada e regada de oração)).

“Antes de clamarem, Eu responderei; ainda não estarão falando, e Eu os ouvirei.” Isaías 65:24 // Peçam, e será dado; busquem, e encontrarão; batam, e a porta será aberta. Pois todo o que pede recebe; o que busca encontra; e àquele que bate, a porta será aberta.” Mateus 7:7-8

É necessário também ressaltar a importância do louvor… esse momento em que exaltamos o Seu nome e Seus feitos com nossas palavras, trazendo a memória mais uma vez o que Ele fez, faz, fará e quem Ele é! O significado da palavra “louvor” nos traz um entendimento mais pleno do que é “adorá-Lo” por meio de palavras: “Louvor é o ato de enaltecer e glorificar algo ou alguma coisa; exaltar a ação…”, além de que o significado de “aleluia” nos aponta para o quão digno Ele é e qual deve ser o nosso posicionamento prante isso: “aleluia” significa “louvem Deus Javé” ou “adorem Deus Javé” (É um termo de origem hebráica “Halleluyah”, formado pela junção de Hallelu, que significa Louvar, mais Yah que significa Deus, Javé. Portanto “Aleluia” é um elogio ao Deus, Javé).

 Louvem o Senhor, todas as nações; exaltem-no, todos os povos! Porque imenso é o seu amor leal por nós, e a fidelidade do Senhor dura para sempre. Aleluia!Salmos 117:1-2

 Nós fomos criados com um anseio pela Eternidade –Ele fez tudo apropriado ao seu tempo. Também pôs no coração do homem o anseio pela eternidade; mesmo assim ele não consegue compreender inteiramente o que Deus fez.” Eclesiastes 3:11e durante toda a eternidade Ele tem sido adorado, dia e noite sem parar cantam “Santo, Santo, Santo…” à Ele, entregando suas coroas porque encontraram o prêmio mais alto. Se possuímos esse anseio pela Eternidade e sabemos que quando estivermos lá, O adoraremos como jamais antes, você realmente pensa que sua adoração só deve subir como incenso suave aos domingos?

Além de que não vivemos um momento de adoração à Ele e sim uma vida completamente rendida que “grita” por si só “Santo, Santo, Santo” e leva a todos a sentir o cheiro de Suas entregas e adorações assim como na história em que a mulher quebra seu perfume aos pés de Jesus e a sala inteira sente o cheiro de sua paixão.Algo que eu sempre penso sobre adoração: tudo o que adoramos nos assemelhamos, e se Deus não tem sido o seu único e suficiente foco de adoração, outra coisa/pessoa tem sido. Onde você tem colocado seus olhos?

Deus é infinito e Eterno, não precisamos esperar a Eternidade para provar disso, podemos começar a viver a Eternidade hoje ao fechar a porta do nosso quarto e dedicar-nos a encontrar Sua face. Não adianta querermos ser como aqueles grandes homens e mulheres de Deus sendo que não estamos dispostos a pagar o preço de entregar tudo a Ele… apenas nesses momentos de entregas que compreendemos que apenas Ele é merecedor de nossas devoções.

Mencionei mais acima a história da mulher que quebrou seu valioso perfume aos pés de Jesus, mas quero dividir algo que há uns três anos atrás Deus ministrou em meu coração sobre e até hoje penso nisso… aquele perfume só era usado no dia de seu casamento ou em sua morte, aquela mulher não quebrou apenas um perfume valioso, mas nos mostrou que o fez porque encontrou o Amado de sua alma e Aquele cujo daria a vida por completo morrendo para si mesma. Se você não entregou tudo a Deus – a começar pelo seu tempo e dedicação – é porque ainda precisa encontrá-Lo como àquela mulher O encontrou, como único e digno.

Em resumo, apenas viveremos plenamente uma vida de adoração se mantermos uma vida alimentando-se da Palavra, alinhando nossos corações em oração, exaltando a Deus com nossos louvores… bom, resumindo: vivendo uma vida rendida aos Seus pés e O conhecendo pessoalmente.

COMPARTILHAR

COMENTÁRIOS




Isabella Quagliarelli
Eu sou a Isabella Quagliarelli Lachaitis, mas todos me chamam de Bella. Tenho 20 anos, sou missionária, com chamado focado na Europa, e artista plástica. Apaixonada por escrita e por Deus, encontrando aqui, um cantinho para transbordar o meu coração e o que tenho ouvido Dele em palavras.