“Deus tem preparado pessoas para viver a eternidade com Ele!” (Frase: Tavinho Cruz)

Essa semana me emocionei quando eu estava em pé, tocando violão lá na frente da igreja vazia – durante um culto online. Sentado no banco estava o Renato. Ele ajuda na sonoplastia. Eu, na música.

E depois que ouvi essa frase do meu amigo Tavinho, fiquei pensando em como nos questionamos no momento de escolher alguém para dividir a vida.

A tarefa não é fácil! Nos questionamos sobre aspectos mentais e físicos, sobre família, propósitos, e sobre a vontade de Deus.

Gosto de ver em como Deus já deixou claro seus princípios e mandamentos. Nos deixou a Bíblia, escrita e inspirada por Ele. E pediu que antes de tudo, absolutamente tudo, fossemos dEle e obedecemos a Ele.

Se esse é nosso propósito, por que o propósito dentro do relacionamento seria diferente?

Essa pessoa que você tem se interessado, te aproxima ou te afasta do propósito principal? Ela te incentiva em sua caminhada espiritual, ou te afasta de Cristo?

Porque é simples: se seu namoro caminha para a eternidade, é uma benção de Deus. Seu casamento será abençoado simplesmente porque o propósito central é que ambos sejam melhores e dedicados a Cristo. E ambos estão submissos a vontade dEle.

Romantizamos muito a escolha de um companheiro: “Deus está preparando, Deus proverá”. E sim, Deus te dará muitas oportunidades! Não se questione sobre isso.

Mas Ele te dá o livre-arbítrio justamente para isso. Para que sua ESCOLHA vá de acordo com o objetivo de Cristo para sua vida.

A confirmação do relacionamento vem através do relacionamento com Deus. Quando você sabe quem Ele é, e qual o propósito dEle, você entende que pessoas somam para juntos buscarem o caminho eterno.

Que essa cena de Sábado na igreja se repita até ficarmos velhinhos. Quero tocar violão no Céu.

Junto com o Re.

Foto: Portare Fotografia

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




Gabriele Sauthier
Nasceu em 93. Faz doutorado em Biologia. Apaixonada por livros, desenhos e animais. Idealizadora do @faleicomamor.