Vamos lá preciso de coragem no meu coração para a segunda parte deste texto sobre casamento.

Quando Deus me chamou para ter um papo sério sobre isso, foi eu e Ele. Não tinha mais ninguém, saca? Os holofotes não existiam para mim, eu estava no deserto mais intenso da minha vida. Estava sentada com meu coração esmigalhado, e ouvi o Espírito Santo me chamando. Ele me dizia: “Está na hora de vocês tomarem uma postura. Eu quero que vocês se casem. “Fiquei em choque, abri a Bíblia e lá estava o versículo que Deus fala para Abrão sair do meio da família dele e ir para um lugar que Deus lhe ordenara.

Sabe o que eu fiz? Obedeci. Eu já contei aqui que quando casei estava desempregada, o Gil logo também ficou, não tínhamos nada, porém tínhamos tudo: Jesus. Nós obedecemos e em 3 meses nos casamos. Mas na quarta-feira, na semana do meu casamento, estávamos em um jantar de família, e uma pessoa que amo, muito preocupada com toda a situação, me disse que eu estava ficando louca em casar naquele momento tão inoportuno. Fiquei muito brava, saí da mesa e fui ao quarto chorar. Naquele momento eu fiz uma pergunta para Jesus: Estou mesmo ficando louca? Ele me respondeu: É loucura para os homens, mas poder de Deus para os que creem. Somente isto! Então chegamos e fomos adiante ao nosso dia. Eu sabia que Jesus estava ali com a gente, com meus olhos da fé eu o via! Essa pessoa também que disse que era loucura, estava no altar pois como disse ela é alguém que amo muito, e naquele momento de cumprimento de padrinhos eu fui abraça-la com todo meu amor, o abraço era suficiente porque ali havia compreensão. Mas o Espírito Santo sempre assina o que Ele faz. Ao me abraçar, ela me disse as seguintes palavras: Me perdoe por duvidar da fé do nosso Deus, PORQUE É LOUCURA PARA OS HOMENS, MAS PODER DE DEUS PARA OS QUE CREEM.

Vocês não fazem ideia do que senti naquele momento. Era o sinal final que eu precisava no meu casamento, na escolha de termos obedecido. Ninguém sabia do que Jesus tinha soprado em mim no meu quarto sozinha. Ele estava ali todo tempo ouvindo e falando.

Que voz é essa?

Eu espero profundamente que essa história faça com que você ouça a voz do Espírito Santo sobre sua vida. Ele é digno da sua confiança

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




Alyne Morais
Quase 28 anos, Casada com Gil, aprendendo que a escrita é forma que Deus nos deu para escrever belos roteiros. Na maior parte do tempo roteirista, admira a essência e cada mínimo detalhe que a vida carrega. Apaixonada por livros, e sentar em lugares bem altos, pra se sentir perto do céu.