A gratidão é um dom, uma dádiva, mas acima de tudo um exercício de alma. É um sentimento que com a prática constante, só produz benefícios para corpo, mente e espírito. O apóstolo Paulo ao escrever aos filipenses, afirma que aprendeu o segredo de estar feliz e contente em toda e qualquer situação. Logo, este sentimento, assim como tantos outros, nos são ensinados, e pela repetição, nos habituamos a praticá-lo. O segredo de Paulo era a confiança que ele depositava no cuidado de Deus.

Nossos sentimentos alimentam e moldam nosso psiquismo. A neuroplasticidade aponta que eles são tão potentes, ao ponto de modificar as estruturas cerebrais, uma vez que pela repetição das sinapses contendo as mesmas informações, o cérebro se utiliza daquele caminho mais conhecido, no momento de processar as emoções.

Somos dotados de um sistema sensorial altamente eficiente que captam estímulos internos e externos, o que nos proporcionam as sensações. São os órgãos dos sentidos: olfato, paladar, tato, visão e audição. Estes compõem as funções psicológicas inferiores, ou seja, são a base para o nosso desenvolvimento e construção.

A partir das funções psicológicas inferiores, vão-se desenvolvendo aos poucos, outras funções psicológicas como consciência, orientação, atenção concentrada, memória, pensamento, afeto, linguagem, inteligência, conduta, raciocínio lógico, capacidade de fazer associações, imaginação, emoção e sentimento. Todos atuam na construção da imagem subjetiva da realidade concreta, o conhecimento objetivo, ou seja, as funções cognitivas, o que torna o homem dotado da capacidade de dominar seu próprio comportamento.

Todo o sistema é muito mais complexo, mas o objetivo aqui é apresentar de forma bem simples, um panorama do potencial humano e dos recursos disponíveis, para realizarmos os devidos ajustes, diante de situações novas e inesperadas, uma vez que estamos sempre em desenvolvimento, e consequentemente, em constante processo de transformação.

Desta forma, todo dia é uma nova oportunidade de mudança. Se algo não está indo bem, não está satisfeito com os resultados, não fique parado esperando que as coisas mudem do nada, arregace as mangas e tenha uma atitude positiva diante da vida, pois ela requer coragem, força e determinação. Se alguém um dia lhe falou que a vida é fácil, faltou com a verdade.

Não se acovarde diante dos desafios e vicissitudes do caminho. Confie no Senhor e faça uso dos recursos que estão à sua disposição, suas funções cognitivas. O homem é um ser inacabado, de infinitas possibilidades. Utilize suas faculdades intelectuais, mentais e espirituais e seja grato.

Veja bem, não se trata de imputar ao indivíduo toda e qualquer responsabilidade pelo seu sucesso ou fracasso, desconsiderando, sobretudo, as questões sociais, mas sim, levá-lo a encarar os desafios da vida ciente de que nenhum bem, nenhuma fortuna material se equiparam aos mecanismos internos de enfrentamento frente às dificuldades.

Um dia, ao olhar para trás, se orgulhará, e será agradecido a si mesmo por ter tido valentia e bravura o suficiente, para perseguir seus sonhos e objetivos mais profundos, por ter enfrentado seus abismos, porque ninguém além de você, pode modificar e transformar sua vida.

 

 

 

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




Eva Woff
Estudante de psicologia, é o tipo de mulher livre e independente. Engraçada, companheira, alegre, extrovertida e brincalhona. Sabe ver as pequenas coisas da vida e fazer delas grandes e encantadoras. Tem sempre uma palavra de amor pra dar. Ama observar e aprender. Escrever é um dom que ela descobriu em si e procura aperfeiçoá-lo cada vez mais.